Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

ONG e familiares temem que advogado desaparecido esteja morto

Pequim, 18 dez (EFE).- Grupos de direitos humanos e familiares do advogado desaparecido Gao Zhisheng, que segundo os tribunais chineses na sexta-feira foi reenviado para a prisão após mais de dois anos desaparecido, expressaram neste domingo seu temor de que ele esteja morto.

Gao Zhiyi, o irmão mais velho do desaparecido e várias vezes candidato ao prêmio Nobel da Paz, assinalou à ONG Chinese Human Rights Defenders (CHRD) que está preocupado se seu parente faleceu e porque a declaração de que foi reenviado para a prisão ‘esteja destinada só a ganhar tempo’.

‘Os funcionários do Governo primeiro negaram conhecer seu paradeiro, e agora dizem que o vão enviar de novo para a prisão? Isto demonstra que o Governo o tinha retido todo este tempo’, acrescentou Gao Zhiyi.

Assinalou que nenhum funcionário o notificou ou o resto de seus familiares de forma oficial que seu irmão tenha sido enviado para a prisão por três anos, após ter sido retirado o suposto período de cinco anos de liberdade condicional do qual desfrutava.

A última vez que viu seu irmão foi durante uma breve reaparição em abril de 2010, no Dia dos Mortos, quando Gao Zhisheng foi acompanhado sob custódia ao cemitério de sua localidade natal acompanhado por quatro veículos de segurança pública, segundo divulgou em comunicado a CHRD. EFE