Clique e assine com 88% de desconto

Obama revelará plano econômico em convenção democrata

O principal desafio do presidente é convencer os eleitores desiludidos com sua primeira gestão de que um segundo mandato será melhor para a economia

Por Da Redação - 6 set 2012, 17h29

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, promete revelar nesta quinta-feira os seus planos para revitalizar a economia americana no discurso de aceitação da candidatura à reeleição no ato de encerramento da Convenção Nacional Democrata, na cidade de Charlotte. Obama falará em um local muito menor do que o previsto, a Time Warner Cable Arena, com capacidade para 20.000 pessoas, depois que a ameaça de uma tempestade frustrou os planos de realizar o evento em um estádio de futebol aberto com 74.000 lugares.

Leia também:

Leia também: ‘Barack conhece o sonho americano’, diz Michelle Obama

Sob pressão de explicar aos americanos como ele vai criar empregos, Obama vai expor sua visão para um segundo mandato na Casa Branca em um discurso televisionado nacionalmente, que será assistido por dezenas de milhões de pessoas. “O presidente tem agora uma oportunidade de falar sobre como levantar o país, como nós reconstruiremos a classe média, as coisas que temos de fazer em conjunto para alcançar o tipo de futuro que as pessoas estão procurando”, disse o conselheiro da campanha David Axelrod à MSNBC.

Publicidade

O principal desafio de Obama até novembro é convencer os eleitores desiludidos com sua primeira gestão à frente da Casa Branca de que um segundo mandato será melhor para a economia americana, ao mesmo tempo em que apresenta a solução do republicano Mitt Romney, calcada em cortes no orçamento, como inadequadas. O maior obstáculo do democrata é o índice de desemprego, estacionado em 8%. “No entanto, se Obama ficar concentrado apenas na economia, tem grandes chances de perder”, afirma Larry Sabato, professor de Ciências Políticas na Universidade de Virgínia. “Assim, ele deve ampliar seu enfoque e falar de questões sociais.” Entre os temas sociais abordados por Obama devem ter destaque o casamento gay, a emancipação da mulher, a igualdade de gêneros e a educação

Agenda – Organizadores da convenção tentam manter boa parte da programação desta quinta-feira à noite, incluindo algumas performances musicais, como o Foo Fighters. A ex-deputada do Arizona Gabrielle Giffords, ferida em um tiroteio em 2011, vai comandar o Juramento de Lealdade esta noite, informou o jornal Roll Call.

Leia também:

Leia também: Obama x Romney: Quem são e o que defendem os candidatos

Publicidade

Clinton – O ex-presidente Bill Clinton empolgou os democratas na quarta-feira com uma defesa enérgica dos esforços de Obama para reparar a “bagunça” econômica causada pelo que, segundo Clinton, foram as políticas republicanas equivocadas de desregulamentação e cortes de impostos enormes para os ricos. Os dois se abraçaram no palco depois do discurso, com Obama na expectativa de tirar vantagem da popularidade do ex-presidente e se beneficiar de sua capacidade de resumir claramente argumentos políticos complicados.

Obama e Romney estão em empate técnico nas pesquisas antes da eleição de 6 de novembro, à medida que o atual presidente se esforça para defender sua reeleição em meio a uma recuperação econômica morna e o alto desemprego persistente de 8,3%.

(Com agência Reuters)

Publicidade