Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Obama duela com nova maioria republicana no Congresso

Casa Branca adverte que presidente vetará proposta para construir oleoduto do Canadá ao Golfo do México, que parlamentares querem fazer avançar

Por Da Redação
6 jan 2015, 21h37

Os parlamentares eleitos nas eleições de meio de mandato nos Estados Unidos tomaram posse nesta terça-feira e a nova maioria do Partido Republicano no Congresso americano deixou claro que não vai facilitar a vida do presidente Barack Obama nos dois últimos anos de sua passagem pela Casa Branca. Os republicanos, que já estavam em maior número na Câmara dos Deputados, passaram também a dominar o Senado com o resultado das eleições realizadas em novembro.

No topo da agenda do Partido Republicano para este ano está a votação de um projeto que, se for aprovado, será vetado pelo presidente, como advertiu a Casa Branca. A discussão da proposta de construir um oleoduto entre o Canadá e o Golfo do México vem sendo adiada e se transformou em um debate político sobre mudanças climáticas e crescimento econômico.

Leia também:

Republicanos questionam limite de atuação de Obama sobre imigração

Continua após a publicidade

Reaproximação com Cuba movimenta corrida à Casa Branca

No duelo com o Legislativo, Obama tem lançado mão de ordens executivas para avançar suas propostas sem precisar consultar os congressistas. Foi assim com a anistia concedida a milhões de imigrantes ilegais. A iniciativa agora pode ser minada caso a maioria dos parlamentares decida retirar dinheiro das agências e programas necessários para implantar as medidas propostas pelo presidente, ou formular uma reforma imigratória que entre em conflito com as ideias de Obama. O processo de aproximação com Cuba também envolveu decisões que dispensaram a consulta aos parlamentares.

Seja como for, Obama parece disposto a continuar a usar canetadas no embate com o Congresso. “Já existe um processo bem estabelecido em curso para considerar se projetos de infraestrutura como este são ou não do interesse do país”, disse o porta-voz da Casa Branca Josh Earnest ao ser questionado sobre a proposta do oleoduto.

Continua após a publicidade

Presidência – Na Câmara dos Deputados, onde o texto pode ser votado ainda esta semana, o republicano John Boehner, presidente da Casa, ganhou de forma apertada nesta terça seu terceiro mandato no cargo. Ele recebeu 216 de 408 votos, com um grupo de 25 republicanos conservadores do Tea Party ficando contra sua eleição – número duas vezes maior em comparação aos que não o apoiaram dois anos atrás.

“Como presidente, tudo que eu peço e francamente espero é que discordemos sem sermos desagradáveis. Em troca, eu prometo ajudar cada um de vocês a cumprir com o seu dever”, disse o presidente aos colegas depois da eleição. “A minha porta, obviamente, está sempre aberta”.

(Com agência Reuters)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.