Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Obama diz que Romney ‘apagou’ parte dos EUA em vídeo

Presidente comentou pela primeira vez declarações do rival sobre 47% dos americanos serem 'dependentes do governo e 'não pagarem impostos'

Por Da Redação 19 set 2012, 02h40

Um dia depois do vazamento de um vídeo que mostra o candidato republicano Mitt Romney afirmando que 47% dos americanos são “dependentes do governo”, “não pagam impostos” e se veem como ‘”vítimas”, o presidente Barack Obama, adversário de Romney nas eleições presidenciais de novembro, comentou pela primeira vez as declarações do rival.

Em gravação do programa “Late Show,” do apresentador David Letterman, Obama respondeu Romney, afirmando que o adversário está errado ao classificar metade dos eleitores como “vítimas”. Além disso, disse que os americanos querem ter certeza de que o presidente não “apaga uma grande fatia do país”, uma crítica direta ao fato do republicano também ter afirmado no vídeo que seu “trabalho não é se preocupar com essas pessoas” (os 47% de americanos).

Leia mais:

Em novo vídeo, Romney diz que palestinos não querem paz

Obama x Romney: Quem são e o que defendem os candidatos à Casa Branca

“Uma das coisas que aprendi como presidente é que você representa o país inteiro”, declarou Obama a Letterman. “Minha expectativa é de que, se você quer ser presidente, precisa trabalhar para todos, não só para alguns”, acrescentou, sendo aplaudido pela plateia no estúdio.

Continua após a publicidade

Golpe – O vídeo em que Romney aparece foi gravado por uma câmera escondida, em maio, na Flórida, durante um evento privado de arrecadação de fundos de campanha na casa de um simpatizante milionário. Nele, Romney diz que 47% dos americanos vão votar em Obama de qualquer jeito, porque são pessoas que não pagam imposto de renda e “que são dependentes do governo, que acreditam que são vítimas, que acreditam que o governo tem responsabilidade de cuidar delas”.

As imagens, divulgadas no site da revista Mohter Jones, contribuem com a tese, insistentemente repetida pela campanha democrata, de que Romney é um milionário alheio aos problemas dos americanos comuns. As declarações do aspirante à Casa Branca foram recebidas como um desastre por analistas políticos e representaram o mais duro golpe na campanha republicana até agora. Protagonista de sucessivas gafes recentemente, Romney tenta convencer seu partido de que ainda é capaz de derrotar o presidente nas urnas.

Desculpas – Ainda na gravação do “Late Show”, Obama disse que Romney deveria pedir desculpas pelas afirmações no vídeo e evocou um caso da sua própria campanha de 2008, quando ele disse que o eleitorado branco rural só ligava para armas e religião.

“Quando você concorre a presidente, fica sob um microscópio o tempo todo. Todos nós cometemos erros. Naquele incidente de 2008, eu imediatamente disse: ‘Lamento isso’. O que acho que as pessoas querem é a certeza de que você não está apagando uma grande fatia do país”.

Obama também conversou sobre outros assuntos durante a entrevista, como economia e geração de empregos, e ainda brincou com o apresentador. Depois de elogiar Letterman, dizendo que ele estava com ótima aparência, o democrata ouviu do entrevistador da rede CBS: “E você não me viu nu”. “Vamos manter as coisas assim”, emendou o presidente, provocando uma onda de aplausos e risadas na plateia.

Confira o vídeo com as polêmicas declarações de Romney (em inglês):

(Com agências Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade