Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Obama afirma que foi “feito progresso” na luta contra o Estado Islâmico

O presidente americano se reuniu com militares no Pentágono para falar sobre as ações contra o grupo extremista

Por Da Redação 6 jul 2015, 20h15

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que houve progresso na luta contra o Estado Islâmico, em discurso após reunião sobre os esforços do Exército contra o grupo extremista, no Pentágono, nesta segunda-feira. Obama, que enfrenta críticas constantes de que sua estratégia contra o Estado Islâmico é muito cautelosa, disse que “essa é uma campanha de longo prazo” e que o grupo extremista é “ágil”.

Leia também:

Coalizão liderada pelos EUA ataca reduto do EI na Síria

Ataque aéreo dos EUA mata o ‘emir dos homens-bombas’ do EI

EI crucifica 5 pessoas na Síria por não respeitarem jejum do Ramadã

Na reunião no Pentágono, Obama recebeu as atualizações do Secretário de Defesa, Ash Carter, do presidente do Comando Conjunto do Gabinete, general Martin Dempsey, e de outros militares sobre esforços do Pentágono contra o Estado Islâmico. A visita de Obama ao Pentágono foi anunciada como um encontro de rotina e não se esperava que o presidente americano anunciasse alguma mudança na estratégia contra o Estado Islâmico. Entretanto, a visita está longe de ser rotineira: a última vez que Obama apareceu no Pentágono foi em outubro de 2014.

Um dos maiores críticos do governo de Obama, o senador John McCain, do Partido Republicano, visitou o Afeganistão no final de semana, lamentando a decisão do governo de retirar as tropas do país. Muitos acreditam que os militantes do Estado Islâmico estão entrando no Afeganistão, causando uma instabilidade adicional no momento em que o governo de Cabul tenta se estabelecer.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade