Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O Congresso cortou as asas de Trump. E Putin se deu mal

Congressistas deixam claro que presidente americano não tem apoio para se aproximar de Moscou

Para muitos congressistas republicanos e democratas da velha-guarda, a amizade entre o presidente americano Donald Trump e o russo Vladimir Putin sempre foi vista com suspeita.

Em 2013, quando Trump ainda não tinha se aventurado na política, ele tuitou sobre o concurso de beleza que ele organizaria na Rússia: “Vocês acham que Putin irá ao Concurso Miss Universos em novembro em Moscou? Se sim, será que ele se tornará meu melhor novo amigo?”.

Ao aprovar novas sanções no final de julho contra a Rússia, os congressistas deixaram claro que Trump não tem apoio para se aproximar de Moscou.

Outro objetivo não declarado dos deputados e senadores foi o de conter o ímpeto presidencial na área em que o presidente mais tem raio de ação: a de política externa.

Leia esta reportagem na íntegra assinando o site de VEJA ou compre a edição desta semana para iOS e Android.
Aproveite também: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.