Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nuvem monstruosa de poluição volta a ameaçar Pequim

A capital da China entra em alerta devido ao alto índice de partículas nocivas no ar. E as autoridades pedem para a população não sair de casa para não piorar a situação

A poluição do ar em Pequim atingiu níveis perigosos neste sábado, enquanto a fumaça toma conta de grandes partes da China. Ao meio dia (horário local), a embaixada dos Estados Unidos em Pequim informou que o nível de contaminação do ar atingiu alarmantes 391 microgramas de partículas sólidas por metro cúbico. A Organização Mundial de Saúde considera como segura a presença de 25 microgramas dessas partículas por metro cúbico.

A cidade está encoberta pelo ar poluído desde sexta-feira, reduzindo a visibilidade a algumas centenas de metros. O ministério da Proteção Ambiental prevê níveis graves de poluição na região metropolitana de Pequim, na parte ocidental da província de Shandong e na parte norte da província de Henan até terça-feira, quando se espera que ventos fortes vindos do norte dispersem a nuvem poluente para fora dessas regiões.

O ministério aconselhou as pessoas a permanecerem em casa. Segundo autoridades chinesas, assim como o famoso fog de Londres desde a Revolução Industrial inglesa até os anos 60, a queima de carvão é a grande causa da poluição do ar. O ministério disse que enviou equipes para checar emissões ilegais por fábricas em várias cidades do norte da China.

No passado, as autoridades fecharam fábricas e determinaram que metade dos carros saísse de circulação para combater a poluição. No entanto, essas medidas são consideradas drásticas e são utilizadas apenas quando o governo sente que tem que apresentar uma imagem melhor para o mundo, como quando a China recebe eventos com a presença dos principais líderes globais.

(com Estadão Conteúdo)