Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Novo ataque russo deixa dois mortos na Ucrânia, entre eles uma criança

Outras 28 pessoas ficaram feridas, incluindo um bebê de 11 meses, na cidade de Kharkiv; na véspera, mísseis mataram 52 pessoas em aldeia na mesma região

Por Da Redação
6 out 2023, 10h51

A Rússia lançou novos ataques aéreos contra a Ucrânia na manhã desta sexta-feira, 6, matando um menino de 10 anos e sua avó na cidade de Kharkiv, segunda maior metrópole ucraniana. A investida também danificou a infraestrutura portuária e de grãos na região de Odesa, no sul do país.

O governador regional de Kharkiv, Oleh Synehubov, disse que o menino e sua avó foram mortos devido a um ataque com dois mísseis balísticos Iskander. Outras 28 pessoas ficaram feridas, incluindo um bebê de 11 meses. O ataque com mísseis destruiu grande parte de um prédio residencial, onde equipes de resgate buscam sobreviventes entre os escombros de tijolos, metal retorcido e madeira.

O pai do menino, Oleh Bychko, disse à agência de notícia Reuters que conseguiu tirar o filho mais novo e a esposa dos escombros após o ataque. Porém, não conseguiu salvar o filho de 10 anos, Tymofy.

Os novos ataques ocorreram um dia após um bombardeio na aldeia de Hroza, na região de Kharkiv, que deixou ao menos 52 mortos na quinta-feira 5. O ataque foi um dos mais mortíferos contra civis desde o início da guerra na Ucrânia, em fevereiro de 2022.

+ Putin sugere que avião de Prigozhin explodiu com granadas de mão

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse que a resposta ao que ele chamou de “terror russo” deveria ser a resiliência da Ucrânia.

Nos últimos ataques, as forças aéreas ucranianas disseram que abateram 25 dos 33 drones lançados pela Rússia a partir da Crimeia, península anexada pelo Kremlin em 2015. Os mísseis tinham como alvo as regiões de Odesa e Mykolaiv, no sul, a região de Dnipropetrovsk, no sudeste, as regiões de Cherkasy e Zhytomyr, no centro, e também a região de Kharkiv, no nordeste.

Um desses ataques danificou um silo de grãos no distrito de Izmail, na região de Odesa. O governador regional, Oleh Kiper, afirmou que nove caminhões pegaram fogo no local, mas as chamas foram controladas rapidamente.

+ Putin diz que a Rússia pode retomar testes com armas nucleares

“O alerta aéreo em Odesa durou três horas e meia”, disse Kiper. “O inimigo mais uma vez atacou a fronteira e a infra-estrutura portuária do distrito de Izmail”, afirmou a autoridade.

A Rússia intensificou os ataques às regiões do sul da Ucrânia, onde fica o Mar Negro e os portos fluviais, desde que deixou um acordo para a exportação de grãos em julho, que garantia o escoamento de produtos ucranianos através do Mar Negro para aliviar a alta nos preços de cereais e uma potencial crise alimentar global.

Kiev é um grande produtor e exportador global de grãos e afirma que os ataques têm como objetivo impedir o envio de seus produtos para o mundo.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.