Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

No Planalto, Pence e Temer conversam sobre refugiados venezuelanos

Visita do vice-presidente dos Estados Unidos é a primeira de alto nível de um representante do governo Donald Trump ao Brasil

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, e o presidente Michel Temer se reuniram nesta terça-feira 26 no Palácio do Planalto, em Brasília. Os dois líderes conversaram por cerca de uma hora.

Ao se cumprimentarem, o americano demonstrou preocupação com a situação dos refugiados venezuelanos no país. Pence chegou ao Planalto no início da tarde.

O vice americano disse a Temer que o Brasil tem feito esforços importantes no suporte à crise na Venezuela acolhendo os refugiados que sofrem com a crise no país. “Os Estados Unidos estão orgulhosos de apoiar esses esforços”, disse.

Pence afirmou que os Estados Unidos farão todo o esforço para ver “a democracia restaurada na Venezuela”, acrescentando que deve visitar um grupo de imigrantes na quarta-feira, 27.

O vice americano disse ainda que Brasil e Estados Unidos têm relações econômicas importantes, de amizade e trabalham pela promoção da liberdade.

Temer citou a inspiração que a Constituição americana de 1787 teve na elaboração da Constituição brasileira de 1891, com os princípios de federação e democracia.

A Copa do Mundo de futebol foi citada por Michel Temer logo no início da conversa com Mike Pence. Após dizer que os brasileiros estão muito envolvidos com o Mundial, ele pediu que os americanos torçam pelo Brasil caso a seleção chegue à final. “Sei que os Estados Unidos não estão participando [dos jogos da Copa], mas certa e seguramente há muitos apaixonados e fãs do futebol. Espero que, se o Brasil chegar à final, os senhores possam também torcer por nosso país”, disse arrancando risos de Pence.

Na reunião entre os dois, logo após os cumprimentos, além da crise humanitária na Venezuela, foram tratados temas como cooperação na área espacial e de segurança, além de questões comerciais.

Tarifas e imigração

Segundo Temer, Pence mencionou também a questão das tarifas de aço durante reunião em Brasília, e os dois concordaram que ambos países seguirão trabalhando para eliminar as barreiras para o comércio.

“O vice-presidente Pence até tomou iniciativa de suscitar a questão do aço e do alumínio, e nós concordamos, naturalmente, em seguir trabalhando para eliminar barreiras ao comércio entre os nossos países”, afirmou Temer em declaração à imprensa.

Temer disse que tratou também da situação de filhos de brasileiros separados de seus pais ao tentarem entrar ilegalmente nos EUA e pediu a ajuda do vice-presidente americano para uma rápida solução para o problema. Além disso, afirmou que o governo brasileiro ofereceu transporte para trazer de volta essas pessoas ao Brasil, se esse for o desejo das famílias.

Pence está em Brasília desde o início da manhã de hoje, na primeira visita de alto nível de um representante do governo Donald Trump ao Brasil. Ele chegou ao Planalto por volta das 12 horas e, após a reunião, ele e Temer seguiram para o Itamaraty, onde almoçam com diversos ministros.

Além de passar por Brasília, Mike Pence irá amanhã (27) para Manaus, onde visitará um abrigo de imigrantes venezuelanos. A prefeitura da capital amazonense administra dois abrigos onde vivem, atualmente, cerca de 200 venezuelanos.

(Com Agência Brasil e Reuters)