Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nicolás Maduro aumenta o salário, mas o efeito é nulo

O presidente venezuelano anunciou uma elevação de 30% nos ganhos. Com inflação de 720% ao ano, contudo, não há o que comemorar

O presidente da Venezuela Nicolás Maduro anunciou um aumento de 30% do salário mínimo hoje, dia 1 de maio. Como a inflação estimada para esse ano no país é de 720%, os trabalhadores não terão o que celebrar.

Como a inflação eleva o preço dos alimentos, aluguéis e mensalidades escolares, a elevação dos salário em bolívares fortes, a moeda local, não melhora a condição de vida. Só nesse ano, o poder de compra do salário já caiu 40%.

No ano passado, o salário em bolívares fortes subiu 97% segundo o jornal venezuelano El Nacional. A inflação registrada, porém, foi bem superior: 180%.

O descompasso entre inflação e aumento dos salários faz com que na Venezuela a pobreza hoje chegue a 80% da população.

A inflação alta ocorre porque o socialismo implementado pelo governo chavista sucateou empresas e fazendas, o que reduziu a produção local. O mercado interno, portanto, tornou-se totalmente dependente das importações, que são pagas com dinheiro do petróleo.

(Da redação)