Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Não tenho nada a esconder’, diz Sean Penn sobre El Chapo

O ator americano Sean Penn disse que “não tem nada a esconder” sobre seu encontro com o narcotraficante mexicano Joaquín “El Chapo” Guzmán, ex-chefe do Cartel de Sinaloa. Penn se reuniu secretamente com o traficante para uma entrevista para a revista americana Rolling Stone. A declaração da ator veio após dúvidas sobre a entrevista, que ocorreu em 2 de outubro de 2015, quando “El Chapo” estava foragido da polícia mexicana.

O traficante tinha conseguido fugir de uma prisão de segurança máxima em julho de 2015, cavando um túnel de 1,5 quilômetro. Ele foi capturado na semana passada por homens da Marinha Militar do México em Los Mochis, no estado de Sinaloa. A imprensa chegou a publicar que Sean Penn poderia ser alvo de uma investigação devido ao seu encontro secreto com o traficante. No entanto, a própria polícia mexicana disse que sabia da reunião do ator com “El Chapo” e que o encontro teria ajudado a capturá-lo.

Leia também

México inicia processo de extradição de “El Chapo” para os EUA

México quer ouvir Sean Penn sobre reunião com “El Chapo”

Entrevista a Sean Penn ajudou a colocar ‘El Chapo’ de volta na cadeia

“No momento em que cheguei ao México, tornei-me suspeito de tudo”, disse Sean Penn, relatando que precisou usar telefones descartáveis, endereços de e-mail anônimos e mensagens criptografadas para se comunicar com “El Chapo”. Durante a entrevista, “El Chapo” disse ao ator americano que era a pessoa que mais “vendia heroína, metanfetamina, cocaína e maconha no mundo”. O traficante também confessou que tem “uma frota de submarinos, aviões, caminhões e barcos”.

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, disse nesta segunda que a captura de “El Chapo” foi de “alta prioridade” tanto para o México quanto para os Estados Unidos. As autoridades mexicanas já deram início ao processo de extradição do traficante. Em contrapartida, o advogado do traficante, Juan Pablo Badillo, informou que a defesa depositou seis moções para anular todos os pedidos de extradição ao país vizinho – onde enfrenta, ao menos, seis processos por tráfico de drogas aos EUA.

Leia mais

‘Narcos’ da vida real: A ostentação dos traficantes exibida no Instagram

(Com ANSA)