Clique e assine com até 92% de desconto

Na França, turistas se impressionam com ‘maré do século’

Fenômeno é provocado por um alinhamento excepcional da lua e do sol, que influencia correntes marítimas

Por Da Redação 21 mar 2015, 13h05

O famoso Monte Saint-Michel, na Normandia, foi invadido por turistas de todos os cantos da França e de outros países para a “maré do século”, um fenômeno provocado por um alinhamento excepcional da lua e do sol, que influencia nas correntes marítimas.

Parecido com uma ilha, o local é classificado como patrimônio da humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e recebe visitantes o ano inteiro. Os períodos de maré alta, no entanto, são os mais procurados.

Leia mais:

Fenômeno El Niño tem 70% de chance de voltar neste ano

A falta de água em São Paulo tem solução?

Continua após a publicidade

O ano de 2013 está entre os mais quentes da história

A última “maré do século” foi em 10 de março de 1997 e a próxima será em 3 de março de 2033. A deste sábado será a mais forte maré do século XXI.

O fenômeno ocorre pela conjunção de diversos fatores astronômicos como o alinhamento dos astros e a distância mais curta entre as órbitas. Isso porque as marés resultam da atração da lua e do sol sobre os mares e oceanos.

Com a maré do século, que ocorre a cada 18 anos ou mais, a amplitude das marés (máxima diferença entre maré baixa e alta) ultrapassa os 14 metros.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade