Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Movimento xiita de Moqtada Sadr libertou americano no Iraque

O movimento do chefe radical xiita iraquiano Moqtada Sadr anunciou este sábado que libertou por “razões humanitárias” um cidadão americano, apresentado como um soldado detido desde o verão de 2011.

A embaixada de Washington em Bagdá confirmou que a missão da ONU no Iraque (UNAMI) entregou um cidadão americano, sem dar mais detalhes.

A representação da UNAMI informou por e-mail dirigido à AFP que os deputados iraquianos entregaram neste sábado o cidadão americano.

Segundo esses deputados, o homem estava “detido por um grupo armado iraquiano há cerca de nove meses”.

O indivíduo é “um soldado americano chamado Randy Michael Hills, um sargento aposentado de 59 anos”, informou a deputada iraquiana Maha al Duri, simpatizante de Moqtada Sadr.

“Moqtada Sadr ordenou à ala militar (do movimento) libertar o soldado americano”, disse a deputada em uma coletiva de imprensa em Bagdá.

Uma fonte do movimento sadrista em Najaf, ao sul de Bagdá, confirmou à AFP a libertação do “soldado”, capturado segundo ela dia 18 de junho de 2011.

“Participou das batalhas em Nayaf e em Sadr City, e foi libertado por razoões humanitárias”. “Não houve acordo ou negociações diretas ou indiretas com os norte-americanos nem com outra parte”, disse a fonte.

Os últimos soldados americanos partiram do território iraquiano dia 18 de dezembro de 2011, quase nove anos depois da invasão que causou a queda do regime de Sadam Husein.