Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Moradores poderão retornar em breve à região de Fukushima

Suspensão de ordem de exclusão a partir de abril permitirá retorno de pessoas a cidade a 20 quilômetros da usina

Por Da Redação 24 fev 2014, 11h19

O Japão vai suspender uma ordem de exclusão em uma região próxima à central nuclear acidentada de Fukushima, uma medida que permitirá que alguns moradores voltem para suas casas. “A suspensão formal da ordem de retirada entrará em vigor em 1º de abril e envolverá 300 pessoas com casas em Tamura, uma cidade 20 quilômetros a oeste da central”, anunciou o gabinete do primeiro-ministro Shinzo Abe.

Leia também:

Novo vazamento de água radioativa é detectado em Fukushima

Funcionários da usina de Fukushima são atingidos por vazamento de água radioativa

Uma fonte do gabinete explicou que, nos próximos dois anos, até 30.000 pessoas serão autorizadas a retornar para as casas que foram obrigadas a abandonar em consequência das fortes radiações emitidas pela central, muito afetada pelo terremoto seguido de tsunami que atingiu o país em 11 de março de 2011.

Mas algumas pessoas afetadas hesitam em retornar, pois ainda temem a radiação.

Quase três anos depois do terremoto e maremoto que provocaram o acidente nuclear de Fukushima, nordeste do Japão, quase 100.000 pessoas da região permanecem afastadas de suas casas, segundo a Agência de Reconstrução do país

A usina de Fukushima foi danificada pelo tsunami que atingiu o Japão em março de 2011. O sistema de refrigeração foi destruído pela onda gigante e água do mar teve de ser bombeada para resfriar os reatores. O desastre fez com que três outros reatores derretessem e ainda danificou um reservatório de resfriamento de combustível em outro.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade