Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Míssil russo atinge empresa e mata 3 pessoas no oeste da Ucrânia

Região que faz fronteira com Polônia, membro da Otan, ficou sob alerta de ataque por duas horas; Kiev diz ter destruído 16 das 28 bombas de Moscou

Por Da Redação
15 ago 2023, 11h33

Autoridades da região de Volínia, no oeste da Ucrânia, afirmaram nesta terça-feira, 15, que três pessoas foram mortas por mísseis da Rússia. Durante a madrugada, as sirenes de ataque aéreo soaram por duas horas em Lviv e Volínia, que guardam distância significativa da linha de frente da guerra e não são alvos frequentes de ataques.

Várias pessoas ficaram feridas depois do ataque a uma empresa sueca em Lutsk, capital da região de Volínia. A fábrica confirmou as informações em um comunicado.

“Estamos muito tristes em confirmar que três de nossos colegas foram mortos”, disse Carl Bjernstam, porta-voz da empresa SKF.

Casas também parecem ter sido atingidas na região e autoridades locais dizem que a maior parte dos danos foi causada por destroços de mísseis interceptados. As forças de defesa aérea da Ucrânia disseram ter destruído 16 de pelo menos 28 dos projéteis lançados pela Rússia durante a noite.

Continua após a publicidade

+ Apesar de lentidão, Ucrânia reivindica ‘sucesso parcial’ em contraofensiva

De acordo com o prefeito de Lviv, também na região oeste do país, ataques aéreos danificaram edifícios na região. Mais de 100 prédios foram atingidos como resultado dos ataques noturnos, disse o prefeito da cidade, Andriy Sadovyi.

Um playground em uma escola infantil na cidade foi atingido por um foguete, que deixou uma cratera de 9 metros de profundidade e 20 metros de largura. Quatro pessoas ficaram feridas, mas nenhuma de forma grave.

Continua após a publicidade

Oleksy Kuleba, vice-chefe do gabinete do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse que destroços de foguetes também danificaram dois prédios na cidade ocidental de Ivano-Frankivsk. E, mais perto da linha de frente, um prédio comercial foi atingido na região sudeste de Dnipropetrovsk durante a noite.

+ Banco Central russo convoca reunião após pior queda do rublo em meses

Além disso, duas pessoas morreram e outra ficou ferida em Kramatorsk, na região leste de Donetsk. Em comunicado, um conselheiro da cidade acrescentou que aldeias nas regiões de Zaporizhzhia e Cherkasy também foram alvos de ataques contra uma instituição de ensino, prédios residenciais e uma clínica médica.

Continua após a publicidade

A parte ocidental da Ucrânia, que faz fronteira com a Polônia, membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), normalmente vê menos ataques do que as regiões leste e sul do país, mas eventualmente também sofre com investidas russas na guerra. Em julho, 10 pessoas morreram e muitas outras ficaram feridas depois que um foguete russo atingiu um prédio de apartamentos em Lviv.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.