Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Milhares de pessoas protestam contra o Brexit em Londres

"Não podemos viver sem a UE" e "Mentiram para nós" são alguns dos lemas que podiam ser lidos nos cartazes dos manifestantes

Por Da Redação 28 jun 2016, 18h40

Milhares de pessoas participaram nesta terça-feira de um protesto na Trafalgar Square de Londres contra a decisão do Reino Unido de abandonar a União Europeia (UE), apoiada por 51,9% dos britânicos em referendo votado na quinta-feira passada.

Com diversas bandeiras europeias e britânicas, os manifestantes cantaram palavras de ordem contra o governo como “Não há um plano” e criticaram o ex-prefeito de Londres Boris Johnson, um dos líderes da campanha a favor do “Brexit”. “Sem fronteiras”, “Não podemos viver sem a UE”, “Mentiram para nós” e “Destruíram o nosso futuro” são alguns dos lemas que podiam ser lidos nos cartazes dos manifestantes.

Leia mais:

Argumentos a favor do Brexit começam a virar pó

Merkel diz que Reino Unido não poderá manter acesso ao mercado comum

Cameron quer que Reino Unido e UE tenham “separação construtiva”

Mundialista: Cadê Theresa? Pensando em assumir governo britânico

Continua após a publicidade

Os participantes compareceram ao protesto apesar de os organizadores terem cancelado a manifestação nesta manhã por motivos de segurança, depois que cerca de 50 mil pessoas confirmaram presença por meio das redes sociais.

Apesar do pedido para não comparecerem, milhares de pessoas desafiaram a chuva e se concentraram no mesmo ponto da capital britânica onde ocorreu na semana passada uma grande homenagem à deputada trabalhista Jo Cox, assassinada poucos dias antes do referendo de quinta-feira.

Após se concentrarem na Trafalgar Square, uma parte dos manifestantes avançou em direção à praça do Parlamento, onde protestaram em frente ao palácio de Westminster.

Infográfico:

Reino Unido pode desmantelar a União Europeia; saiba como ela nasceu

No site da Câmara dos Comuns, um pedido para que os deputados aprovem uma lei que permita repetir o referendo sobre a União Europeia somava nesta tarde cerca de quatro milhões de assinaturas.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, descartou no entanto que essa opção esteja sobre a mesa após a vitória do “Brexit” na consulta do dia 23.

(Com EFE)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)