Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Milhares de pessoas lotam o enterro de ex-Miss Venezuela

Mónica Spear e seu marido foram assinados na noite de segunda-feira

Na sexta-feira, uma multidão compareceu ao enterro da atriz e ex-miss Venezuela Mónica Spear, que venceu o concurso em 2004, e seu marido, Thomas Henry Berry, em solidariedade à família do casal, assassinado na segunda-feira em um caso que comoveu a sociedade venezuelana e reavivou o debate sobre a insegurança no país.

Leia também:

Leia também: Venezuela prende sete suspeitos de envolvimento em morte de ex-miss

Quem compareceu ao velório pôde entrar no funeral até pouco antes das 15h30 (horário de Brasília), depois disso a entrada foi fechada a pedido dos pais da atriz, Rafael e Enna. O enterro atrasou duas horas devido à quantidade de admiradores que foram ao local. “Estamos em um país lindo que minha irmã amava. Façamos algo por este país, criemos consciência, limitemos a venda de armas. Vamos buscar quem está armando o povo de forma errônea e ilegítima”, disse Ricardo Spear, um dos irmãos de Mónica.

Leia também:

Leia também: Ex-miss Venezuela e marido são mortos durante assalto

Leia também:

Leia também: Anistia Internacional destaca criminalidade e perseguição na Venezuela

Ela e o empresário europeu foram assaltados e baleados na frente da filha de cinco anos do casal após ter um problema com seu veículo na estrada. Na sexta-feira, o Ministério Público venezuelano informou que os sete detidos estão em prisão preventiva por ordem de um tribunal.

Leia também:

Leia também: Maduro culpa o Homem-Aranha por criminalidade na Venezuela

A Venezuela tem uma das maiores taxas de criminalidade do mundo com 39 assassinatos por cada 100.000 habitantes, informou o ministro do Interior, Miguel Rodríguez, ao rebater os números da ONG Observatório Venezuelano de Violência que elevou essa taxa a 79 para cada 100.000 habitantes.

(Com agência EFE)