Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Medvedev envia condolências a Kim Jong-un por morte de seu pai

Moscou, 19 dez (EFE).- O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, enviou nesta segunda-feira uma mensagem de condolência ao novo líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, pela morte de seu pai e antecessor, Kim Jong-il, informou o Kremlin.

Uma breve nota divulgada pela Presidência russa, de apenas duas linhas, não cita o conteúdo do telegrama enviado por Medvedev, que também hoje conversou por telefone com o presidente da Coreia do Sul, Lee Myung-bak, a quem parabenizou por seu septuagésimo aniversário.

Segundo o comunicado do Kremlin, os chefes de Estado trocaram opiniões sobre ‘interação e coordenação em temas internacionais, incluindo assuntos da estabilidade e integração regional’.

Pouco antes, o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, declarou que seu país espera que a morte de Kim Jong-il não afete as ‘relações de amizade’ entre Moscou e Pyongyang.

‘A República Popular Democrática da Coreia é nossa vizinha. Temos com ela relações de amizade. E, claro, esperamos que a perda que sofreu o povo amigo não afetará o desenvolvimento de nossas relações de amizade’, disse Lavrov à imprensa russa.

As declarações do chanceler foram a primeira reação do governo da Rússia pelo falecimento do líder norte-coreano, que morreu no sábado de um ataque cardíaco, conforme informações sivulgadas hoje por Pyongyang.

A última visita de Kim Jong-il à Rússia aconteceu em agosto deste ano, quando ele se reuniu com Medvedev em uma base militar localizada na república siberiana da Buriátia. Segundo o Kremlin, nesse encontro a Coreia do Norte expressou sua disposição a voltar ao diálogo de seis lados (que envolve China, EUA, as duas Coreias, Japão e Rússia) sobre o desarmamento nuclear do país, paralisadas desde 2008. EFE