Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Mario Monti retoma consultas para formar governo na Itália

Por Andreas Solaro 15 nov 2011, 09h10

O ex-comissário europeu Mario Monti retomou na manhã desta terça-feira suas consultas com os principais partidos políticos para formar um novo governo na Itália, como pediu o chefe de Estado.

Monti começou se reunindo com a delegação do Partido Democrático (PD), principal movimento da esquerda italiana representado por seu líder Pier Luigi Bersani, e com os chefes de grupo das duas Câmaras, Anna Finocchiaro e Dario Franceschini.

Mais tarde se encontrará com os dirigentes do Povo da Liberdade (PDL), o partido do ex-chefe de governo Silvio Berlusconi.

Monti quer envolver os principais partidos italianos na composição de seu governo, e gostaria de contar na equipe tanto com políticos quanto com tecnocratas, para ter um apoio sólido no Parlamento.

O ex-comissário europeu concluirá as consultas durante a tarde, recebendo os representantes dos empregadores, dos sindicatos, dos jovens e das mulheres.

Depois deve ir à casa do presidente da República, Giorgio Napolitano, para aceitar oficialmente a liderança de um novo governo, cuja composição será apresentada à noite ou na quarta-feira.

A nomeação deste economista respeitado acalmou inicialmente os mercados, mas a incerteza sobre a formação do governo e a publicação de um indicador negativo na Eurozona voltou a gerar tensões nesta terça-feira.

Continua após a publicidade
Publicidade