Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mariano Rajoy é novo primeiro-ministro espanhol

Madri, 20 dez (EFE).- O líder do conservador Partido Popular (PP), Mariano Rajoy, se transformou nesta terça-feira no sexto primeiro-ministro da democracia espanhola, com o apoio da maioria do Congresso dos Deputados.

Por 187 votos a favor, 149 contra e 14 abstenções, a Câmara Baixa do Parlamento espanhol aprovou a posse do líder conservador após dois dias de debates.

Apoiaram sua designação os 185 deputados do PP, mais o parlamentar da União do Povo Navarro (UPN) e o representante do Fórum Astúrias, fundado recentemente pelo ex-dirigente popular Francisco Álvarez Cascos.

Os contrários foram os 110 deputados do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) e os representantes dos demais grupos minoritários, incluindo a coalizão Esquerda Unida e os nacionalistas catalães de centro-direita Convergência e União (CiU).

Os sete deputados da coalizão independentista basca Amaiur, os cinco do Partido Nacionalista Basco (PNV) e os dois deputados de Coalizão Canária se abstiveram.

Rajoy é o segundo primeiro-ministro espanhol que pertence ao Partido Popular após José María Aznar, que governou a Espanha entre 1996 e 2004.

O novo chefe do Executivo jurará nesta quarta-feira seu cargo diante do rei Juan Carlos e depois anunciará a estrutura e a composição de seu gabinete, que mantém em absoluto sigilo.

Mariano Rajoy se declarou ‘contente’ após a votação, visto que ‘foram muitos anos trabalhando’ para isso, e afirmou que ‘ganhar a confiança dos espanhóis representa uma enorme responsabilidade’.

O novo chefe do Executivo espanhol fez um chamado à união de forças, porque ‘a Espanha precisa hoje do recurso do quanto mais melhor’, já que um governo não pode por si só fazer tudo.

Ao término da sessão de posse, Rajoy recebeu os cumprimentos de seu antecessor no cargo, o socialista José Luis Rodríguez Zapatero, que deixa o primeiro plano político a partir desta terça-feira.

Tirar o país da grave crise que sofre e criar empregos são os grandes desafios de Rajoy, que na segunda-feira, em seu discurso de posse, anunciou planos de austeridade com um corte do déficit público para 2012 de pelo menos 16,5 bilhões de euros. EFE