Clique e assine a partir de 9,90/mês

Manifestantes líbios invadem embaixada russa em Trípoli

Por Da Redação - 5 fev 2012, 09h55

Trípoli, 5 fev (EFE).- Dezenas de jovens manifestantes líbios invadiram a embaixada russa em Trípoli neste domingo, em protesto contra o veto de Moscou ao projeto de resolução do Conselho de Segurança da ONU sobre a Síria e em solidariedade aos movimentos rebeldes contra o regime de Damasco, constatou a Agência Efe.

Os manifestantes, que içaram na embaixada a bandeira-símbolo da rebelião síria (verde, branca e preta), também pediram ao Conselho Nacional de Transição (CNT) – organismo de governo provisório líbio – que expulse o embaixador russo na Líbia, em protesto contra a decisão de Moscou de barrar uma condenação da ONU contra a repressão do regime de Bashar al-Assad na Síria.

No momento da invasão, que não resultou em danos físicos ou materiais, o embaixador russo não estava no prédio, mas havia vários funcionários da missão diplomática, que tiveram de abandonar o local, segundo disseram vários manifestantes.

Os jovens acusavam a Rússia de apoiar governos árabes tirânicos durante as revoltas da Primavera Árabe e de negar apoio à revolução popular na Líbia, que derrubou o regime do ditador Muammar Kadafi em outubro do ano passado.

Até o momento, o CNT não se pronunciou sobre a postura russa no Conselho de Segurança, nem sobre a invasão da legação diplomático, que fica no bairro de Dahra, no centro de Trípoli.

Vários países árabes criticaram neste fim de semana o veto que tanto Rússia como China impuseram no sábado ao projeto de resolução do Conselho de Segurança da ONU que condenaria o regime sírio. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade