Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Manifestações no Egito deixam ao menos um morto e 35 feridos

Protestos são feitos por grupos islamitas que apoiam o presidente deposto, Mohamed Mursi

Por Da Redação 1 fev 2014, 08h40

Pelo menos uma pessoa morreu e outras 35 ficaram feridas nesta sexta-feira durante enfrentamentos entre forças de segurança do Egito e grupos islamitas que se manifestavam em favor do presidente deposto, Mohamed Mursi, informou neste sábado o Ministério da Saúde do país.

Leia também:

No dia de novo julgamento de Mursi, general é assassinado no Egito

Egito antecipa eleições presidenciais

O porta-voz do Ministério, Ahmed Kamel, disse em comunicado que os incidentes aconteceram no Cairo e na província de Al Garbiya, no noroeste do país. Eles começaram de manhã e terminaram apenas às 23 horas locais (19 horas de Brasília). “Vinte e um feridos já tiveram alta e 14 permanecem em observação nos hospitais’, afirmou.

A Aliança para a Defesa da Legitimidade, formada pela Irmandade Muçulmana e seus aliados islamitas, convoca protestos todas as sextas-feiras para pedir a restituição de Mursi, derrubado por um golpe de estado no dia 3 de julho de 2013. As manifestações costumam ser duramente reprimidas pela polícia egípcia.

(Com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade