Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Malásia confirma que destroço encontrado pertence ao MH370

O pedaço de asa foi localizado na semana passada próximo a Ilha de Reunião, no Oceano Índico

O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, confirmou nesta quarta-feira que o pedaço de asa encontrada perto de uma ilha francesa no Oceano Índico pertence ao Boeing 777 da Malaysia Airlines, desaparecido no dia 8 de março de 2014. Razak afirmou que os especialistas examinaram o objeto encontrado no dia 29 de julho na costa da Ilha da Reunião e “confirmaram de forma conclusiva” que o pedaço da asa pertence à aeronave do voo MH370.

Leia mais:

Moluscos em asa de avião podem elucidar mistério do MH370

Malásia informa que destroços são ‘muito provavelmente’ do voo MH370

Matemático diz ter desvendado mistério do desaparecimento do avião da Malaysia Airlines

O destroço foi analisado em um centro de testes aeronáuticos próximo a Toulouse, no sul da França. O avião da Malaysia Airlines desapareceu em 8 de março de 2014 após mudar de rumo por uma “ação deliberada”, segundo os analistas, apenas 40 minutos depois de ter decolado de Kuala Lumpur com direção a Pequim e que alguém desligasse os sistemas de comunicação.

A bordo da aeronave viajavam 153 chineses, 50 malaios, sete indonésios, seis australianos, cinco indianos, quatro franceses, três americanos, dois neozelandeses, dois ucranianos, dois canadenses, dois iranianos, um russo, um holandês, um taiwanês. Segundo o primeiro-ministro, “a carga e incertezas enfrentados pelas famílias” nos 515 dias desde que a aeronave desapareceu tinham sido “indescritíveis”.

(Da redação)