Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mafioso acusado de manipular votação da filha em reality show é preso na Itália

A polícia da Itália deteve nesta quinta-feira Domenico Ferrara, considerado chefe do clã mafioso da Camorra Ferrara e que em 2013 foi acusado de obrigar moradores da cidade de Nápoles, a votar em sua filha em um programa de televisão para revelar novos cantores.

Agentes da polícia de Nápoles realizaram uma operação contra a máfia Camorra Ferrara que até o momento resultou na detenção do chefe da organização e dois de seus principais auxiliares, Vittorio Amato e Rocco Ruocco. A operação está acontecendo na cidade de Villaricca, na província de Nápoles, que é o lugar onde a família mafiosa está estabelecida. Os detidos enfrentam à acusação de extorsão agravada com método mafioso.

Leia também

Mulher pode ser presa por não cumprir tarefas domésticas na Itália

Itália cobre estátuas nuas para visita do presidente iraniano

O nome de Domenico Ferrara ganhou as páginas de jornais em 2013 quando a polícia italiana confiscou mais de 300 telefones celulares que tinha em sua casa. Segundo os investigadores, Ferrara havia coagido parentes e moradores de sua cidade a votar em sua filha em um programa de jovens talentos da televisão pública. O mafioso havia lhes entregado os telefones com a ordem que ligassem para votar em sua filha e posteriormente seus comparsas deveriam recolhê-los para comprovar que tinham obedecido.

(Com agência EFE)

Giovanna Ferrara, filha do mafioso Domenico Ferrara, canta em programa de TV Giovanna Ferrara, filha do mafioso Domenico Ferrara, canta em programa de TV

Giovanna Ferrara, filha do mafioso Domenico Ferrara, canta em programa de TV (/)