Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Londres vai boicotar bancos do Irã por programa nuclear

País é suspeito de tentar produzir armas atômicas, segundo relatório da ONU

O ministro das Finanças britânico, George Osborne, anunciou nesta segunda-feira que a Grã-Bretanha decidiu suspender todos os contatos com os bancos do Irã em retaliação ao programa nuclear do país, que já teria feito testes paras a fabricação de uma bomba atômica. “O governo britânico acaba de anunciar novas sanções contra o Irã. Cessamos com todos os contatos entre o sistema financeiro britânico e o sistema bancário iraniano”, declarou Osborne.

Segundo o ministério, é a primeira vez que a Grã-Bretanha isola todo o sistema bancário de um país do sistema financeiro britânico. O objetivo da medida é aumentar a pressão sobre o Irã, depois do relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) indicar que o país islâmico tenta desenvolver armas nucleares e dos planos de funcionários iranianos para assassinar o embaixador da Arábia Saudita em Washington. “Acreditamos que as ações do regime iraniano criam uma ameaça importante para a segurança nacional da comunidade internacional”, acrescentou Osborne.

Depois das punições britânicas, os Estados Unidos devem ser os próximos a endurecer o tratamento com a República Islâmica, anunciou a imprensa nesta segunda-feira. Funcionários do governo americano, que não quiseram ser identificados, disseram ao The Wall Street Journal e ao canal de televisão ABC que a Casa Branca vai declarar sua preocupação primária pela lavagem de dinheiro por parte do setor financeiro iraniano. Caso a expectativa se confirme, Washington poderá aplicar a legislação prevista no “Patriot Act”, advertendo empresas latino-americanas, europeias e asiáticas para que evitem intercâmbios com o Irã se quiserem continuar fazendo negócios com os Estados Unidos.

(Com agência France-Presse)