Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Legistas identificam 19 dos 28 mortos no acidente de ônibus na Suíça

Genebra, 15 mar (EFE).- A polícia do cantão suíço de Valais informou nesta quinta-feira que os legistas identificaram até o momento 19 dos 28 mortos no acidente de ônibus ocorrido na terça-feira em um túnel na região.

Os legistas suíços e belgas mantêm os trabalhos de identificação dos outros nove corpos. A expectativa é concluir os exames nas próximas horas para que as famílias recuperem os corpos.

O governo da Bélgica disponibilizou três aviões militares aos familiares das vítimas. As aeronaves usarão como base o aeroporto de Sion, próximo ao local do acidente, para a repatriação.

A polícia de Valais acrescentou que oito das 24 crianças feridas poderiam voltar para suas casas nas próximas horas após receberem alta nos respectivos hospitais que os atenderam.

Enquanto isso, o Escritório Federal de Estradas da Suíça (Ofrou) anunciou nesta quinta-feira a criação de um grupo de trabalho que estudará as normas em vigor sobre a construção das saídas de emergência dos túneis para tentar melhorar a situação.

O ônibus acidentado, que transportava 52 pessoas, colidiu contra a parede de uma das saídas de emergência do túnel da cidade de Serre, na estrada A9, por razões até agora desconhecidas.

O diretor da Ofrou, Michael Müller, declarou à agência de notícias local ‘ATS’ que, devido à magnitude do acidente em Valais, o procedimento padrão é revisar as normas e avaliar o que se pode melhorar.

Na Suíça, é permitida a construção de saídas de emergência em túneis com ângulos retos, embora a lei estabeleça que elas devam ter proteções. Segundo Müller, o túnel de Serre cumpria a norma. EFE