Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Kofi Annan irá em breve à Síria para pedir fim da violência

Por Emmanuel Dunand 1 mar 2012, 07h01

O novo emissário da ONU e da Liga Árabe para a Síria, Kofi Annan, disse nesta quarta-feira que irá em breve a Damasco para enviar uma mensagem “clara”: as mortes “devem acabar e as organizações humanitárias devem ter acesso” à população.

“A mensagem é clara: os massacres e a violência devem cessar e as organizações humanitárias devem ter acesso (à população) para fazer seu trabalho, e se isso não acontecer será lamentável”, disse Annan durante coletiva de imprensa, a primeira desde sua nomeação na semana passada.

O ex-secretário-geral das Nações Unidas destacou a “necessidade de um diálogo entre todos os atores” da crise síria “o mais cedo possível”.

Annan estimou que sua missão é “uma tarefa muito difícil” e um “desafio árduo”, destacando a “extrema importância de que todos aceitem apenas um processo de mediação” na Síria, “o que a ONU e a Liga Árabe me pediram para conduzir”.

Segundo Annan, a comunidade internacional deve “falar apenas uma voz para que esta voz seja forte”.

Continua após a publicidade
Publicidade