Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Kim faz sua primeira selfie de que se tem notícia em Singapura

Recluso, o ditador norte-coreano aparece geralmente em fotos oficiais da mídia estatal

Por Da Redação Atualizado em 11 jun 2018, 23h27 - Publicado em 11 jun 2018, 21h22
O ditador norte-coreano posa para selfie //Twitter

Um dos regimes mais fechados e menos democráticos do planeta, a Coreia do Norte é um enigma para muitos analistas estrangeiros. Mesmo a entrada de turistas é permitida a “conta-gotas” e com restrições diversas quanto à utilização de máquinas fotográficas, celulares, computadores ou acesso a internet a partir do país.

Parte da paranoia do regime norte-coreano começa — e envolve seu líder máximo, o ditador Kim Jong-un, que herdou o poder de seu pai, Kim Jong-il.

Submetida a uma série de sanções internacionais, principalmente por causa de seu belicoso programa nuclear e de mísseis balísticos intercontinentais de longo alcance, a Coreia do Norte é impedida de comercializar ou manter contatos diplomáticos de alto nível com a maior parte dos países ocidentais.

Igualmente, seus líderes, em geral, e Kim Jong-un, em particular, são impedidos de viajar para praticamente outros países.

Kim é tão recluso que pouco se sabe a seu respeito: supõe-se que ele nasceu no dia 8 de janeiro, mas não há certeza sobre seu ano de nascimento, com fontes divergindo entre 1982, 1983 e 1984 (ou seja, o ditador norte-coreano tem entre 34 e 36 anos de idade atualmente).

Em sua primeira visita oficial a Singapura, ele parece ter deixado de lado seu feitio ermitão e relaxado ao lado do chanceler e do ministro dos Transportes do país que visita, posando para uma selfie ao lado de ambos a primeira dele que se tem notícia, ou que pelo menos tenha sido ampla e publicamente divulgada nas redes sociais.

 

Continua após a publicidade
Publicidade