Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Kim Jong-il é reeleito secretário-geral do partido único da Coreia do Norte

O líder norte-coreano, Kim Jong-il, foi reeleito nesta terça-feira secretário-geral do Partido dos Trabalhadores, ao início de uma reunião extraordinária que deve definir a sucessão no único regime comunista hereditário do mundo.

Segundo informou a agência sul-coreana “Yonhap”, citando veículos de imprensa norte-coreanos, a conferência extraordinária do partido único da Coreia do Norte, a primeira em 44 anos, ratificou Kim como seu secretário-geral, função que já desempenha desde 1997.

Horas antes do início da reunião, Kim Jong-il, 68, nomeou general seu filho mais novo, Kim Jong-un, em mais um indício de que, durante esta reunião, ele pode ser indicado como seu possível sucessor.

É a primeira vez que Kim Jong-un, que nunca apareceu em público e, segundo analistas internacionais, tem por volta de 27 anos, foi citado nominalmente pela imprensa estatal norte-coreana.

Espera-se que, durante a reunião extraordinária que começou nesta terça-feira e cuja duração não está clara, Kim Jong-un ocupe um cargo importante no seio do partido único norte-coreano.

Desde que os serviços de espionagem dos Estados Unidos e da Coreia do Sul confirmaram que Kim Jong-il sofreu uma apoplexia em agosto de 2008, aumentaram as especulações sobre o início do processo de sucessão na Coreia do Norte.

Delegados do partido único procedentes de todo o país se deslocaram a Pyongyang para participar do maior evento político na Coreia do Norte desde que, em 1980, Kim Jong-il foi nomeado sucessor de seu pai, Kim Il-sung, fundador da nação. Jong-il chegou ao poder após a morte de seu pai em 1994.

A conferência extraordinária do partido único norte-coreano para renovar sua cúpula de líderes não era convocada desde 1966, quando a reunião durou uma semana e contou com a participação de mais de 1.300 delegados.

(com Agência EFE)