Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça proíbe exibição de vídeo anti-Islã no Brasil

União Nacional Islâmica entrou com pedido para que YouTube retire filme do ar

O Tribunal de Justiça de São Paulo proibiu nesta terça-feira o YouTube de exibir o trailer do filme Inocência dos Muçulmanos, estopim de protestos que acabaram em derramamento de sangue no Oriente Médio e norte da África. O pedido foi feito pela União Nacional Islâmica (UNI) contra a Google Brasil, responsável pelo YouTube, e a decisão (não sentença) foi tomada pelo juiz Gilson Delgado Miranda, da 25ª Vara Cível, informou a assessoria de imprensa do TJ. Cabe recurso.

Saiba mais:

Saiba mais: Funcionário de cinema reforça suspeita sobre filme anti-Islã

Vídeo – O trailer foi o estopim para uma onda de protestos no mundo islâmico que culminou com dezenas de mortos. Após o início das manifestações, vários países proibiram a exibição do filme, como Cingapura, Egito, Índia, Indonésia, Malásia e Líbia. Mais tarde, a imprensa americana colocou em dúvida a veracidade do vídeo, postado no YouTube em julho, mas que só ganhou projeção ao ser promovido pelo pastor americano Terry Jones, conhecido por queimar páginas do Corão. Segundo técnicos que analisaram as imagens, é provável que o trailer não seja de um filme de verdade.