Clique e assine com até 92% de desconto

Justiça norueguesa confirma informe psiquiátrico sobre Behring Breivik

Por Jon-Are Berg-Jacobsen 22 dez 2011, 10h16

Uma comissão médica encarregada pela Justiça norueguesa confirmou nesta quinta-feira o diagnóstico psiquiátrico divulgado em novembro sobre Anders Behring Breivik, autor dos ataques que deixaram 77 mortos no dia 22 de julho na Noruega, o que pode livrá-lo da prisão.

“Não há nenhuma objeção importante na conclusão” do informe psiquiátrico de 29 de novembro, que assegurava que Behring Breivik sofria de “esquizofrenia paranóide”, segundo o presidente da comissão, Karl Heinrik Melle, citado pela agência NTB.

O julgamento contra Behring Breivik, de 32 anos e que se encontra em prisão preventiva, começará no dia 16 de abril, embora, segundo as conclusões do exame psiquiátrico, ele possa evitar a prisão e ser tratado em um centro mental.

Behring Breivik, contrário ao Islã e ao multiculturalismo na Europa, provocou a detonação de um carro-bomba perto da sede do governo norueguês no dia 22 de julho, atacando logo depois um acampamento da juventude socialista na ilha de Utoya, perto de Oslo.

Continua após a publicidade
Publicidade