Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça do Senegal valida nova candidatura do atual presidente

Dacar, 27 jan (EFE).- O Conselho Constitucional do Senegal publicou nesta sexta-feira a lista dos 13 candidatos que disputarão a Presidência do país nas eleições de 26 de fevereiro, entre eles o atual líder, Abdoulaye Wade.

Com 85 anos de idade, Wade, que chegou ao poder em 2000 e foi reeleito em 2007, pretende agora emplacar um terceiro mandato seguido.

A oposição e várias organizações da sociedade civil consideram que a candidatura de Wade viola a Constituição adotada em 2001, que limita a dois o número de mandatos presidenciais. O atual líder, por sua vez, alega que a lei sobre a limitação a dois mandatos foi adotada um ano depois do início de sua eleição, em 2000.

Na decisão anunciada nesta sexta-feira, o Conselho invalidou as candidaturas do cantor Youssou Ndour, do banqueiro Keba Keinde e do ex-diplomata Abdouarahmane Sarr por não apresentarem uma lista completa de 10 mil assinaturas, condição exigida aos candidatos independentes.

Entre os candidatos que enfrentarão Wade estão os ex-primeiros-ministros Moustapha Niasse, Macky Sall e Idrissa Seck.

Pela primeira vez na história do Senegal, duas mulheres participarão das eleições presidenciais: Amsatou Sow Sidibé, professora de Direito na Universidade de Dacar, e a estilista Diouma Dieng Diakhaté.

Após a publicação da lista de candidatos, as forças de segurança dispersaram com gás lacrimogêneo os milhares de manifestantes que se concentraram na Praça do Obelisco para tentar impedir a candidatura de Wade.

Os manifestantes responderam lançando pedras e levantaram barricadas em várias estradas nos bairros populares de Medina e Fass.

Em mensagem transmitida pela emissora de rádio e televisão estatal ‘RTS’, Abdoulaye Wade pediu quem os senegaleses tenham calma e aceitem a decisão do Conselho Constitucional. EFE