Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça deverá ordenar que Odyssey devolva tesouro de naufrágio para Espanha

Tampa (EUA), 17 fev (EFE).- Um juiz dos Estados Unidos deve ordenar nesta sexta-feira que a companhia Odyssey devolva à Espanha cerca de 595 mil moedas de ouro e de prata que recuperou dos destroços da fragata ‘Nuestra Señora de las Mercedes’ há cinco anos, e que desde então estavam sendo disputadas na justiça.

Com este objetivo foi convocado uma audiência que será realizada hoje no Tribunal Federal da cidade de Tampa, na Flórida.

A previsão é de que o juiz ordene a execução da sentença que ele mesmo emitiu há dois anos e que ainda não foi aplicada devido aos recursos judiciais da Odyssey.

A decisão estabelecia que a Odyssey deveria entregar à Espanha o tesouro do navio espanhol que naufragou em 1804, avaliado em mais de US$ 500 milhões, num prazo de dez dias.

O juiz Mark Pizzo pode manter a mesma sentença ou acrescentar mudanças. O governo espanhol pediu que ele defina quem deverá arcar com os gastos de conservação do material durante esses cinco anos.

A Espanha considera que a Odyssey é que deve pagar por isso, pois foi a empresa que por vontade própria extraiu o maior tesouro já encontrado no fundo do mar e decidiu trazê-lo em segredo para os EUA.

Já a Odyssey argumenta que se o tesouro deve ficar com a Espanha, quem deveria pagar as despesas de conservação, avaliadas em US$ 412 mil, é o país.

O governo espanhol insiste também em ter acesso ao inventário do tesouro, para ter certeza de que nada foi extraviado ou vendido. Parte do material ficou em Gilbratar antes de ser levado para os EUA. EFE