Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Jovens geram repúdio no Uruguai ao matarem cão e postarem vídeo no Facebook

Por Da Redação 15 nov 2011, 14h44

Montevidéu, 15 nov (EFE).- Um grupo de jovens despertou um grande sentimento de indignação no Uruguai ao matarem um cachorro a pauladas e depois postarem as imagens do cruel ato no Facebook.

A Justiça uruguaia informou que o caso, ocorrido em Nueva Palmira – no departamento (estado) de Colônia, a cerca de 200 quilômetros de Montevidéu -, foi denunciado por ‘três jovens que viram o vídeo no Facebook e se indignaram com seu conteúdo’, e por uma ONG de proteção aos animais.

Como parte do processo, a juíza Claudia Valleti assumiu o caso e tomou ‘as primeiras medidas’ antes da decisão que deve ser tomada ainda nesta terça por Ana Claudia Ruibal, juíza de Primeiro Grau de Carmelo, capital de Nova Palmira.

As autoridades locais, que encontraram todos os envolvidos nesse ato de violência, também já interrogaram os três jovens envolvidos no assassinato do cão, além da menina que gravou o vídeo com um celular e um menor que recebeu e postou o vídeo.

Segundo as fontes, os adolescentes alegaram que tinham sido mordidos pelo cachorro e que por isso bateram no animal. No entanto, ao serem encaminhados para exames médicos, não foi detectado nenhum tipo de lesão nos agressores do cão.

O incidente, que aconteceu no final de outubro, só ganhou notoriedade nacional nos últimos dias com sua repercussão na internet. O caso gerou uma verdadeira onda de repúdio no Uruguai.

Alguns internautas chegaram a divulgar os nomes dos adolescentes envolvidos e a ameaçá-los de morte. Uma ONG de proteção aos animais também convocou um protesto para quarta-feira na frente da sede da Comissão Nacional Honorária de Bem-estar Animal, ligado ao Ministério da Educação e Cultura. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade