Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

John Kerry não descarta voltar a ser candidato à presidência em 2016

O secretário de Estado americano já foi candidato em 2004 e perdeu nas urnas para o então presidente George W. Bush, que disputava a reeleição

O secretário de Estado americano John Kerry não descarta voltar a apresentar sua candidatura à presidência dos Estados Unidos para as eleições de 2016, segundo deixou escapar em entrevista transmitida na noite deste domingo pela rede de televisão NBC. “Nunca ninguém diz nunca”, afirmou Kerry perguntado se consideraria concorrer ao pleito, durante uma entrevista gravada em Munique, na Alemanha, onde participou neste fim de semana da Conferência de Segurança.

No entanto, o chefe da diplomacia americana ressaltou que, por enquanto, não contempla um “cenário” para iniciar uma campanha presidencial. “Não pensei sobre isso. E estou, como pode ver, bastante ocupado”, acrescentou Kerry, que se desdobra para cumprir uma acirrada agenda durante os dois últimos anos de mandato do presidente dos EUA, Barack Obama.

Leia também

Presidente da Assembleia de Nova York é preso por corrupção

A nova arma dos republicanos contra Obama: GIFs de Taylor Swift

Nesse período, Kerry enfrenta assuntos como as negociações do programa nuclear do Irã, a normalização das relações com Cuba, a crise da Ucrânia, a tensão com a Rússia e a ameaça do grupo jihadista Estado Islâmico (EI). O atual secretário de Estado disputou a presidência em 2004, quando foi derrotado por George W. Bush.

Kerry não costuma aparecer nas enquetes sobre possíveis candidatos democratas para as eleições de 2016, que são lideradas pela sua antecessora no Departamento de Estado, a ex-primeira-dama Hillary Clinton, que ainda não oficializou sua candidatura, mas comporta-se como postulante ao cargo mais alto do Executivo americano. Outros possíveis aspirantes democratas são a senadora Elizabeth Warren, favorita da ala esquerda do partido, e o vice-presidente de EUA, Joe Biden.

(Com agência EFE)