Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Jogo dos 7 erros: O que pode ter sido editado na foto de Kate com filhos

Princesa de Gales admitiu nesta segunda-feira, 11, ter editado imagem divulgada pelo Palácio de Kensington

Por Da Redação
Atualizado em 8 Maio 2024, 12h29 - Publicado em 11 mar 2024, 18h22

A princesa de Gales, Kate Middleton, se viu no centro de uma nova gama de teorias da conspiração neste domingo, 10, após compartilhar uma foto ao lado dos três filhos, George, Charlotte e Louis, em comemoração ao Dia das Mães no Reino Unido. O registro, capturado pelo príncipe William, logo chamou a atenção do público por ter sido supostamente manipulado – suspeita confirmada pela futura rainha nesta segunda-feira, quando disse que, “como muitos fotógrafos amadores”, fez edições na foto.

“Como muitos fotógrafos amadores, ocasionalmente faço experiências com edição. Gostaria de expressar minhas desculpas por qualquer confusão que a fotografia de família que compartilhamos ontem tenha causado. Espero que todos que comemoram tenham tido um feliz Dia das Mães”, escreveu.

Horas após a divulgação da fotografia pelo Palácio de Kensington, as agências de notícias Associated Press (AP), Reuters e Agence France-Presse (AFP) retiraram a imagem dos seus portais. Segundo a AP, os seus editores encontraram uma inconsistência no alinhamento da mão esquerda da princesa Charlotte”, afirmando também que a manipulação “não atende aos padrões fotográficos” da empresa.

+ Kate Middleton admite que editou 1ª foto divulgada após meses de sumiço

O que foi editado?

Uma análise o jornal americano The New York Times indicou que quatro partes apresentavam erros de edição. Entre elas estão o zíper e o cabelo desalinhados de Kate, ladrilho do piso repetido, parte da manga da blusa de Charlotte ausente e fios de cabelo com padrões diferentes.

Continua após a publicidade

Nas redes sociais, usuários também atentaram para o fato de que os filhos estão com os dedos cruzados em posições que seriam incômodas – alguns acreditam, ainda, que a posição dos dedos seria um jeito de mandar uma mensagem ao público, um pedido de ajuda ou uma sinalização de que se tratava de uma mentira.

Outra conta afirma que, na realidade, até mesmo o rosto de Kate teria sido fruto de alterações. A publicação sugere que a expressão facial foi retirada de uma capa da princesa para a revista Vogue britânica, há uma década.

Continua após a publicidade

+ As teorias da conspiração sobre sumiço de Kate Middleton

Mais conspirações

O sumiço de Kate em compromissos oficiais desde fevereiro, mês em que foi submetida a uma cirurgia abdominal programada, tem causado burburinho entre o público. As hipóteses para o desaparecimento, que deve perdurar até a Páscoa, são as mais variadas.

Em um post com 9 milhões de visualizações, uma usuária escreveu que “Kate Middleton não é vista há cerca de dois meses” e incluiu um print que mostra uma pesquisa do Google sobre quanto tempo leva o processo de recuperação de uma “BBL”, a cirurgia estética Brazilian Butt Lift (algo como “lifting de bumbum”, em português) — técnica que aumenta os glúteos a partir de gorduras do paciente. A teoria insinua, então, que o procedimento abdominal da princesa de Gales teria sido realizado na verdade com essa finalidade.

Alguns perfis argumentam, por sua vez, que ela teria feito uma cirurgia plástica facial que deu errado. Alguns acreditam que Kate teria doado um rim ao rei Charles, recém-diagnosticado com câncer, em troca de tornar-se rainha algum dia. A suposição é baseada no “procedimento corretivo” para o aumento da próstata realizado pelo monarca na London Clinic, mesmo hospital privado em que a princesa se recuperava da intervenção, ocorrida pouco antes da internação de Charles.

Continua após a publicidade

Há quem argumente que o desaparecimento tenha relação com dependências de substâncias, como álcool ou drogas. Nesse caso, ela estaria em uma clínica de reabilitação para tratamento. Mas parte dos usuários tenta encontrar alternativas mais plausíveis, como um divórcio, divergindo entre quem foi o primeiro a entregar os papéis.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.