Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jean-Marie Le Pen processará candidato que o acusa de torturador

Paris, 12 mar (EFE).- O fundador do partido francês de extrema-direita Frente Nacional (FN), Jean-Marie Le Pen, anunciou nesta segunda-feira que processará o candidato à presidência da Frente de Esquerda, Jean-Luc Mélenchon, que o acusou de ser torturador durante o período que serviu como militar na guerra de independência da Argélia.

Le Pen afirmou nesta segunda à ‘I-tele’ que abrirá um processo legal contra Mélenchon pelas acusações feitas no último domingo, quando disse que durante a guerra da Argélia Le Pen ‘torturava os combatentes da Frente de Libertação Nacional (FLN), que lutavam pela independência’ de seu país.

‘Esse velho senador é um mentiroso, um mentiroso ao qual perseguirei nos tribunais e que farei ser condenado por difamação’, declarou o pai da candidata da FN às eleições presidenciais de 22 de abril, Marine Le Pen.

O polêmico político de extrema direita, de 83 anos e que serviu como tenente na Argélia entre 1956 e 1957, havia apresentado uma denúncia similar contra a candidata verde Eva Joly em dezembro passado.

Em 2005, a Justiça francesa negou definitivamente uma denúncia de Le Pen contra o jornal ‘Le Monde’ por ter publicado em plena campanha às eleições presidenciais de 2002, nas quais chegou ao segundo turno, depoimentos de argelinos que o apontavam como torturador.

Além disso, em 2000 e 2001 o líder ultradireitista também perdeu outros dois processos contra o ex-primeiro-ministro Michel Rocard e o historiador Pierre Vidal-Naquet pelo mesmo motivo. EFE