Clique e assine a partir de 9,90/mês

Italianos vão às ruas para protestar contra cortes

Milhares de manifestantes se reuniram em Roma e outras grandes cidades da Itália para protestar contra as medidas de austeridade do governo

Por Da Redação - 24 nov 2012, 18h35

Dezenas de milhares de estudantes e trabalhadores se reuniram em toda a Itália neste sábado para protestar contra as medidas de austeridade impostas pelo governo do primeiro-ministro Mario Monti. No poder há um ano, Monti aprovou o aumento de impostos e cortou de gastos para tentar controlar as finanças públicas.

“Precisamos lutar por nossos direitos. O governo não nos representa e essas medidas de austeridade e todos estes cortes que eles introduziram são totalmente antidemocráticos”, disse o estudante Tommaso Bernardi, que protestava em um comício em Roma, onde pelo menos 10.000 manifestantes teriam ido às ruas.

O grupo de extrema direita Casapound marchou na capital Roma na noite de sábado, gritando “Monti, vá embora!”. Anti-fascistas realizaram uma contra-demonstração em outra parte da cidade.

“Este governo está fazendo a nação morrer de fome e está destruindo o sistema de bem-estar social”, disse o presidente do Casapound, Gianluca Iannone. “Os mais fracos são os mais atingidos: os deficientes, os estudantes e as famílias com uma única renda”.

Continua após a publicidade

A polícia organizou rotas e um rodízio entre as manifestações para reduzir o risco de violência, depois que confrontos surgiram entre polícia e manifestantes durante os protestos de 14 de novembro, quando a polícia foi criticada por uso excessivo de força.

Milhares de estudantes e trabalhadores também se reuniram em cidades como Nápoles, Florença e Catânia.

(Com agência Reuters)

Publicidade