Clique e assine a partir de 8,90/mês

Itália prende 67 pessoas em operação contra a máfia

A ação era contra a organização criminosa da Calábria 'Ndrangheta

Por Da Redação - 21 jul 2010, 18h27

A polícia anunciou nesta quarta-feira que prendeu 67 pessoas durante uma operação em várias regiões da Itália contra a máfia da Calábria ‘Ndrangheta. Bens avaliados em 320 milhões de dólares também foram apreendidos.

Os policiais afirmaram ter acabado com o perigoso clã que dominava a cidade de Corigliano Calabro. Os integrantes do grupo acumulam acusações de associação mafiosa, extorsão, usura e tráfico de entorpecentes.

A operação foi chamada de “Santa Tecla” em referência a uma rua no centro de Milão onde os mafiosos se reuniam. As buscas foram na Calábria, no sudoeste da Itália; nas províncias de Roma e Foggia, no sudeste e Bolonha, Brescia e Milão, no norte.

Em 13 de julho, a polícia anunciou a detenção de mais de 300 pessoas suspeitas de ligação com a ‘Ndrangheta. A imprensa italiana classificou a operação como a mais importante do tipo nos últimos anos.

Máfia – A ‘Ndrangheta tornou-se a organização criminosa mais ativa e perigosa da Itália, à frente até mesmo da histórica Cosa Nostra siciliana. A principal fonte de renda dela é o tráfico de drogas. O grupo também controla a gestão dos contratos de obras públicas.

Segundo o instituto italiano especializado Eurispes, as atividades da ‘Ndrangheta movimentam 44 bilhões de euros.

(Com Agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade