Clique e assine a partir de 8,90/mês

Israel em fotos, 70 anos depois

Fotos mostram a mudança sofrida pelas principais cidades do país ao longo do tempo

Por Da Redação - 16 Maio 2018, 06h59

Em 14 de maio de 1948, David Ben Gurion, presidente do Conselho Nacional Judeu, proclamou o nascimento do Estado de Israel desde o Museu de Arte de Tel Aviv, no momento em que expirava o mandato britânico sobre a zona.

Desde a declaração da independência, o Estado de Israel passou por grandes mudanças e cresceu muito rapidamente. Em poucos anos, tornou-se uma potência tecnológica e desenvolvida, apesar de todos os conflitos em suas fronteiras.

Conflitos

Um dia após a declaração, em 15 de maio, cinco países árabes: Síria, Egito, Transjordânia, Líbano e Iraque entraram em guerra com o novo Estado. Há vários meses a Palestina era cenário de combates entre judeus e árabes.

A “Guerra da Independência”, como é conhecida pelos israelenses, terminou em 7 de janeiro de 1949, com o cessar-fogo, e o território de Israel passou dos 14.000 quilômetros estabelecidos pela ONU no Plano de Partilha da Palestina para 21.000 km².

Mais de 760.000 palestinos foram obrigados ao êxodo pelo avanço das tropas israelenses ou foram perseguidos depois. Esse exílio ficou conhecido como Nakba, que significa catástrofe em árabe. A data, lembrada pelos palestinos na terça-feira (15), se refere às 700.000 pessoas do lado árabe, que fugiram de suas casas ou foram desalojadas depois da independência de Israel em maio de 1948.

Crescimento populacional

Apesar dos conflitos, a população israelense cresceu de forma surpreendente nos últimos 70 anos, com grandes fluxos de imigrantes, principalmente judeus, vindos de toda parte do mundo.

 

Arte/VEJA.com
Continua após a publicidade
Publicidade