Clique e assine a partir de 9,90/mês

Iranianos criam app para evitar a polícia moral

Por Da Redação - 15 Feb 2016, 08h05

Depois de quase quatro décadas da revolução islâmica, muitos iranianos estão fartos com o rigoroso sistema moral que o os aiatolás impuseram às suas vidas. Uma das fontes de maior insatisfação é a chamada polícia moral. A força de segurança é composta por funcionários públicos que “zelam pelos bons costumes islâmicos” e patrulham as cidades atrás de mulheres sem véu, bebidas alcoólicas ou mesmo inofensivos DVDs ou CDs de filmes e músicas ocidentais.

Assim, um grupo de engenheiros criou um aplicativo móvel gratuito que informa onde encontrar as patrulhas da temida polícia moral iraniana. Basicamente, o programa é similar a um aplicativo que alerta a presença de radares de trânsito, mas é mais dinâmico e interativo. A invenção permite que os usuários se informem em tempo real sobre onde estão os homens da patrulha moral.

Leia também

Atrizes iranianas postam fotos sem véu e são obrigadas a deixar o país

Continua após a publicidade

Irã condena jovens a chicotadas por dançarem ‘Happy’

O aplicativo, disponível para o sistema Android, coleta informações fornecidas pelos próprios usuários e marca com bonequinhos a localização das patrulhas em um mapa. Poucas horas após seu lançamento, o app já tinha milhares de usuários e já provocava preocupação do governo, que trabalha para bloqueá-lo. Segundo os criadores do aplicativo disseram à rede BBC, “a identidade dos usuários está protegida por protocolo de criptografia e os servidores estão no exterior, nas mãos de uma empresa privada”, aliada de grupos que lutam por direitos humanos e liberdades civis no Irã.

Tela do app iraniano que mostra onde estão os homens da polícia moral
Tela do app iraniano que mostra onde estão os homens da polícia moral VEJA

(Da redação)

Publicidade