Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

‘Índia’ troca nome para ‘Bharat’ em convite do G20 e gera críticas

Medida faz parte de uma série de esforços de aliados nacionalistas do premiê Modi para reforçar passado hindu indiano e eliminar referências coloniais

Por Da Redação
5 set 2023, 12h43

O governo do primeiro-ministro Narendra Modi substituiu o nome Índia por uma palavra em sânscrito nos convites para um jantar enviados a participantes do encontro do G20, que acontecerá em Nova Délhi a partir do próximo sábado, 9. A medida reflete os esforços do partido nacionalista hindu para eliminar o que considera nomes da era colonial.

No convite, o presidente indiano, Draupadi Murmu, é referido como “Presidente de Bharat” em vez de “Presidente da Índia”. A nação de mais de 1,4 bilhão de pessoas é oficialmente conhecida por dois nomes, Índia e Bharat, mas o primeiro é mais comumente usado, tanto nacional quanto internacionalmente.

Bharat é uma antiga palavra sânscrita que muitos historiadores acreditam que remonta aos primeiros textos hindus. O nome também significa Índia em hindi.

A mudança na nomenclatura é apoiada por membros do Partido Bharatiya Janata, do premiê Modi. Eles argumentam que o nome Índia foi introduzido pelos colonos britânicos e é um “símbolo da escravidão”.

+ Biden diz estar ‘decepcionado’ com ausência de Xi na cúpula do G20

“Outro golpe na mentalidade escravagista”, disse Pushkar Singh Dhami, líder do partido.

No entanto, alguns partidos de oposição criticaram a medida.

“Embora não haja nenhuma objeção constitucional a chamar a Índia de ‘Bharat’, que é um dos dois nomes oficiais do país, espero que o governo não seja tão tolo a ponto de dispensar completamente a ‘Índia’, que tem um valor de marca incalculável construído ao longo de séculos”, disse Shashi Tharoor, legislador da oposição.

As disputas sobre “Índia” versus “Bharat” ganharam terreno desde que os partidos da oposição anunciaram em julho uma nova aliança chamada “INDIA”, uma sigla em inglês para Aliança Inclusiva para o Desenvolvimento Nacional Indiano. Desde então, alguns membros do partido de Modi exigiram que o país se chamasse Bharat.

Continua após a publicidade

+ Turquia muda de nome para ‘Türkiye’ para ‘aumentar valor da marca’ do país

O partido nacionalista está tentando eliminar nomes relacionados ao passado colonial da Índia e resgatar o passado hindu. Em 2015, a famosa Estrada Aurangzeb, em homenagem a um rei Mughal, foi alterada para Estrada Dr. APJ Abdul Kalam, após protestos dos líderes do partido de Modi. Além disso, em 2022, o governo também renomeou uma avenida da era colonial no coração de Nova Délhi que é usada para desfiles militares cerimoniais.

Em um movimento semelhante, no ano passado, a Turquia passou a se chamar “Türkiye” no âmbito das Nações Unidas, em uma tentativa de “aumentar o valor da marca” do país. O objetivo da mudança era substituir termos traduzidos como “Turkey”, “Turkei” e “Turquie”, porém o uso do nome ainda não se popularizou no exterior.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.