Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Incêndios na Califórnia deixam 1 morto e milhares desalojados

O condado de Los Angeles orientou os moradores a não saírem de casa; autoridades de Santa Bárbara distribuíram 50 mil máscaras de proteção

Por EFE Atualizado em 9 dez 2017, 16h56 - Publicado em 9 dez 2017, 16h08

Os devastadores incêndios no sul da Califórnia, nos Estados Unidos, deixaram pelo menos uma pessoa morta, 500 imóveis destruídos e milhares de pessoas fora de casa. Trata-se de um dos piores incidentes da história do estado, de acordo com autoridades locais.

O hospital de Ventura informou ontem em comunicado o falecimento de uma mulher de 70 anos, da cidade de Santa Paula. Até o momento, é a única morte confirmada no condado, um dos mais afetados pelas chamas, que começaram a se espalhar na segunda-feira passada.

De acordo com o hospital, na última quarta-feira, a vítima tentou escapar do fogo, mas sofreu um acidente de carro, ficou gravemente ferida e inalou muita fumaça. O corpo foi achado numa estrada perto da cidade de Santa Paula, famosa por suas plantações, que estão ameaçadas pelos fortes ventos que alimentaram o fogo e já destruíram centenas de casas.

Enquanto os focos não são controlados, as autoridades de saúde da região advertiram os moradores sobre a qualidade do ar e dos efeitos prejudiciais da fumaça, especialmente para as crianças, idosos e para pessoas com problemas respiratórios, circulatórios ou de coração.

O condado de Los Angeles, que inclui à cidade de homônima, orientou os moradores a não saírem de casa. Já as autoridades do condado de Santa Bárbara distribuíram 50 mil máscaras de proteção para a população.

  • Desde a segunda-feira, o fogo já arrasou 67.300 hectares, uma área que equivale a quase duas vezes o tamanho do estado de Goiás.

    Segundo os últimos dados do Departamento Florestal e de Incêndios da Califórnia (Cal Fire), os incêndios já destruíram 500 edifícios, obrigaram o fechamento de dezenas de estradas e chegaram a provocar a saída de 200 mil pessoas de casa, embora muitas já tenham conseguido retornar. Nas últimas horas, os bombeiros conseguiram grandes avanços no controle do fogo, graças a diminuição dos ventos.

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou ontem o estado de emergência para a Califórnia, o que permite o envio de assistência federal ao estado para a extinção de incêndios. Hoje, o governador da Califórnia, o democrata Jerry Brown, deve se reunir com alguns moradores afetados no condado de Ventura.

    Continua após a publicidade
    Publicidade