Clique e assine com 88% de desconto

Incêndio nas Canárias provoca retirada de 1.800 habitantes

Por Da Redação - 17 jul 2012, 20h41

As autoridades das Canárias retiraram na noite desta terça-feira mais de 1.800 moradores de um povoado na ilha de Tenerife, atingida por um incêndio que desde o domingo devasta o Parque Nacional de Teide, constatou a AFP.

As chamas chegaram na noite desta terça à Vilaflor, povoado situado ao sul deste parque natural, classificado de patrimônio mundial pela UNESCO.

“A evacuação dos 1.800 habitantes se faz pela estrada de Granadilla e foram enviados veículos para os que não têm meios de transporte”, informou a Defesa Civil das Canárias.

O incêndio afeta principalmente a zona de bosques em torno do parque e já devorou 3 mil hectares.

Publicidade

Ao menos 800 bombeiros, apoiados por helicópteros e aviões, lutam contra as chamas, atiçadas por fortes ventos e por temperaturas elevadas.

O Parque Nacional de Teide, de 19 mil hectares, recebe o nome do monte Teide, vulcão que é o ponto mais alto da Espanha, com 3.700 metros.

Publicidade