Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Imprensa americana aponta vitória de Romney em debate

Dos eleitores indecisos ouvidos pela CNN, 67% indicaram o republicano como o melhor na noite de quarta-feira, contra apenas 25% que preferiram Obama

Pesquisas instantâneas das redes de televisão americanas CBS News e CNN apontam uma vitória do republicano Mitt Romney sobre o democrata Barack Obama, atual presidente do país, no primeiro debate entre os candidatos.

Leia mais:

Economia é foco em debate entre Obama e Romney

Caio Blinder: debates podem revigorar campanha de Romney

Dos 500 eleitores indecisos e sem filiação partidária selecionados pela CBS para acompanhar o confronto, 46% indicaram que Romney se saiu melhor na noite de quarta, contra apenas 22% que apontaram Obama como o vencedor do debate. Para os outros 32%, a disputa terminou empatada. Na sondagem da CNN, a vitória do republicano se torna uma lavada: 67% deram o debate para Romney, enquanto 25% preferiram o desempenho de Obama. O levantamento ouviu 430 eleitores indecisos, entre democratas, republicanos e independentes.

Precisando reverter a pequena – mas importante – vantagem de Obama nas últimas pesquisas, Romney tomou a iniciativa no debate e obrigou o atual presidente a ficar na defensiva. O democrata foi cobrado pelas escolhas de seus quatro anos de governo e precisou justificar os resultados ruins na área econômica. Relaxado e bem-humorado, Romney frustrou aqueles que esperavam uma sequencia de gafes e mostrou que, apesar do carisma e da vantagem de ser o atual ocupante da Casa Branca, Obama não terá vida fácil nos próximos debates.

Leia mais:

A demografia a favor de Obama: minorias serão maioria

Peso do eleitorado evangélico nos EUA é cada vez menor

Disputa eleitoral – A série de três debates televisivos começa em um momento em que a disputa eleitoral está equilibrada. Após ameaçar abrir vantagem nas últimas semanas – principalmente depois da convenção democrata, quando chegou a abrir cinco pontos nas pesquisas -, Obama viu Romney recuperar terreno. Em um levantamento divulgado pela CNN na segunda-feira, o democrata aparece com 50% da preferência, contra 47% do republicano – o que indica empate técnico dentro da margem de erro de 3,5% pontos. O atual presidente, porém, segue em vantagem nos estados que tradicionalmente têm mais eleitores indecisos e que, por isso, são decisivos na disputa pela Casa Branca.