Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hospital desmente morte de 2ª estudante no atentado de Brindisi

Roma, 19 mai ( EFE).- Ao contrário do anunciado por vários meios de comunicação italianos, a jovem Veronica Capodieci, de 16 anos, não morreu no atentado cometido neste sábado na cidade italiana de Brindisi.

‘Ela está viva, está estável, embora os ferimentos que sofre sejam muito graves’, declarou a diretora-geral do hospital, Paola Ciannamea, à rede de televisão ‘SkyTg24’.

Uma explosão registrada às 7h45 locais (2h45 de Brasília) provocou a morte de Melissa Bassi, que morreu em uma ambulância quando era conduzida ao hospital local, e feriu outras sete alunas do colégio feminino Francesca Morvillo Falcone na cidade italiana de Brindisi.

Sua colega Veronica Capodieci foi operada no hospital Terrino das graves queimaduras em todo o corpo e de um trauma torácico abdominal e seu estado ‘é muito grave, embora estável’, reforçou Ciannamea.

As duas estudantes acabavam de sair do ônibus escolar quando foram atingidas pela explosão, que resultou de duas bombas de butano colocadas no muro do colégio, explicaram fontes da investigação. EFE