Clique e assine a partir de 9,90/mês

Homem tenta botar fogo em muçulmana que fazia compras nos EUA

A turista escocesa teve seus trajes queimados enquanto passeava pela Quinta Avenida, na cidade de Nova York

Por Da redação - 13 set 2016, 10h49

Uma muçulmana vestida com trajes religiosos teve sua roupa queimada por um homem desconhecido, enquanto fazia compras na Quinta Avenida, em Nova York, no último sábado. A escocesa de 35 anos estava parada em frente a uma loja quando percebeu que sua blusa estava em chamas e conseguiu apagar o fogo a tempo, sem se ferir.

De acordo com o Departamento de Polícia de Nova York, logo que notou as chamas, a turista viu um homem ao seu lado com um isqueiro nas mãos. “Ele não disse nada e saiu por uma rua lateral”, afirmou o porta-voz da polícia, Christopher Pisano, ao jornal The Washington Post. Até o momento nenhum suspeito foi preso e caso está sendo investigado como um provável crime de ódio.

Leia também:
Mesquita frequentada por autor de massacre na Pulse é incendiada
Líder da Al Qaeda pede que muçulmanos lutem nos 15 anos do 11/9
Loja desperta ira dos americanos com piada sobre 11/9

O Conselho de Relações Islâmico-Americanas afirmou que o incidente faz parte de um “padrão alarmante” de episódios envolvendo muçulmanos nos Estados Unidos. “Nós estamos claramente vendo um pico de ataques individuais a muçulmanos e instituições islâmicas em Nova York e pelo país, o que deveria preocupar todos os americanos”, disse Afaf Nasher, diretor do grupo, em postagem no Facebook.

Na última quinta-feira, uma mulher de 32 anos atacou duas mães muçulmanas que passeavam com seus filhos no bairro Brooklyn, também em Nova York. No ataque, as mães receberam socos no rosto enquanto a agressora tentava arrancar seus hibajs (lenços usados para cobrir a cabeça). De acordo com o jornal Daily News, a mulher foi detida e está respondendo a processo.

Publicidade