Clique e assine a partir de 9,90/mês

Homem mata oito pessoas após discussão familiar no Mississippi

Willie Cory Godbolt, que discutia sobre a custódia dos filhos e chegou a fazer um adolescente refém, foi preso

Por Da redação - 28 Maio 2017, 16h49

Um homem se enfureceu durante uma disputa doméstica em uma área rural do Mississippi, no sul dos Estados Unidos, e atirou em oito pessoas, incluindo o vice-xerife, informou a polícia local, que prendeu o suspeito neste domingo. O tiroteio aconteceu em três residências distintas na noite de sábado, nas cidades de Brookhaven e Bogue Chitto.

Embora ainda não se saiba os detalhes, o atirador – Willie Cory Godbolt, de 35 anos – disse ao jornal The Clarion-Ledger após sua prisão neste domingo que havia ido para casa em Bogue Chitto para conversar sobre a custódia de seus filhos.

“Estávamos conversando sobre eu tentar levar as crianças pra casa”, contou enquanto estava sentado no chão, com as mãos algemadas. “Alguém ligou para os policiais”, acrescentou. “Isso custou a vida dele. Me desculpe”.

“Não vale a pena continuar vivendo, não depois do que eu fiz. A minha intenção era que Deus me matasse, porque fiquei sem balas. A minha intenção era um suicídio mediante os disparos de um polícia”, afirmou Godbolt na entrevista gravada em vídeo.

Continua após a publicidade

Durante o incidente, ele chegou a fazer um adolescente refém. Conforme o jornal, Godbolt tem histórico criminal e já foi acusado de roubo à mão armada, roubo circunstanciado e condução sem habilitação, entre outros crimes.

O governador do Mississipi, o republicano Phil Bryant, emitiu um comunicado lamentando os fatos.

Publicidade