Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Homem acusado de matar os 3 filhos é executado nos EUA

Reginald Brooks, um esquizofrênico, estava preso há 27 anos

Por Da Redação 15 nov 2011, 18h10

O estado americano de Ohio executou nesta terça-feira o prisioneiro Reginald Brooks, preso há 27 anos pelo assassinato de seus três filhos menores de idade enquanto dormiam, em 1982. Brooks, de 66 de anos, é o executado mais velho de Ohio desde que o estado retomou a pena de morte, em 1999.

A execução, feita por injeção letal, ocorreu depois que várias cortes estaduais e federais rejeitaram os argumentos dos advogados de defesa. A defesa alegava que Brooks era esquizofrênico e que a doença não tinha sido informada durante o julgamento. Os promotores admitiram a doença mental de Brooks, mas disseram que ela não tinha influenciado o réu no momento do crime. Além das apelações recusadas, o governador de Ohio, John Kasich, negou clemência ao prisioneiro.

Segundo a sentença, Brooks disparou contra seus três filhos, de 11, 15 e 17 anos, enquanto eles dormiam na casa da família, em Cleveland, pouco após a mulher do réu formalizar um pedido de divórcio.

Brooks é o quarto prisioneiro executado em Ohio e o 39º nos Estados Unidos em 2011. Ele foi declarado morto às 14h04 locais (17h04 de Brasília) após a injeção letal na penitenciária de Lucasville, no sul de Ohio.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade