Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Fumaça de incêndio florestal viaja 4 mil quilômetros e encobre Nova York

Cidade teve a pior qualidade do ar em sete anos. Toronto, no Canadá, também viu o céu escurecer

Por Ernesto Neves Atualizado em 21 jul 2021, 12h47 - Publicado em 21 jul 2021, 12h04

A cidade de Nova York foi encoberta pela fumaça dos incêndios florestais que devastam o estado do Oregon, na Costa Oeste dos Estados Unidos, ao longo das últimas 24 horas. O céu adquiriu tonalidade acinzentada e, de tão espessa, a nuvem ofuscou os raios solares.

Segundo climatologistas, a nuvem viajou 4.000 quilômetros levada por correntes de ar. A poluição atmosférica atingiu seu pior patamar em sete anos.

Isso acontece quando a fumaça desce ao nível do solo, deteriorando a qualidade do ar e reduzindo a visibilidade. Várias estações meteorológicas relataram níveis elevados de partículas e nebulosidade intensa.

Autoridades estaduais em Nova York aconselharam que pessoas vulneráveis, como os asmáticos e os cardíacos, evitem atividades ao ar livre.  

Toronto, no Canadá: cidade foi atingida por fumaça de incêndios florestais na Costa Oeste
Toronto, no Canadá: cidade foi atingida por fumaça de incêndios florestais na Costa Oeste Reprodução/Reprodução

Ainda de acordo com meteorologistas, a qualidade do ar deve melhorar ao longo desta terça-feira, quando uma frente fria vai passar sobre a região.

Toronto, maior cidade do Canadá, também foi atingida pela fumaceira. O sol adquiriu tons avermelhados, despertando a atenção dos moradores da metrópole. A agência de meteorologia do governo do Canadá emitiu um alerta para que a população reduza sua permanência ao ar livre durante o período.

Continua após a publicidade

“A fumaça do incêndio florestal é uma mistura de partículas e gases em constante mudança, o que inclui muitos componentes químicos prejudiciais à saúde”, alertou a agência.

A Costa Oeste dos Estados Unidos, em especial o Oregon, enfrentam incêndios florestais históricos após um mês de temperaturas recordes. No momento, o país contabiliza 80 grandes focos de queimada, espalhados por 13 estados. Somente um dos focos queimou uma área equivalente à 250.ooo campos de futebol e provocou milhares de evacuações.

As mudanças climáticas estão aumentando a frequência de temporadas de calor e seca , o que vem alimentando os incêndios florestais não só nos Estados Unidos, como também na Europa, na África e no Brasil.

O mundo já aqueceu cerca de 1,2 ° C desde a Era Industrial – e as temperaturas continuarão subindo até que os países cortem drasticamente suas emissões de gases poluentes.

Continua após a publicidade
Publicidade